Aumentar Tamanho do Texto Tamanho do Texto Selecionado
HOME
Clique em um dos links abaixo
DESENVOLVIMENTO DA VISÃO
CONJUNTIVITES
ALERGIAS
TOXOPLASMOSE
RETINOBLASTOMA
DOENÇAS INFECCIOSAS
AMBLIOPIA
CATARATA CONGÊNITA
GLAUCOMA CONGÊNITO
VISÃO SUBNORMAL
MÁ-FORMAÇÕES
LACRIMEJAMENTO
Clique em um dos links abaixo
PRINCIPAIS PROBLEMAS
RETINOPATIA DA PREMATURIDADE
EXAMES OCULARES
CIRURGIAS OCULARES
NOTÍCIAS
ARTIGOS - VOCÊ ESTÁ AQUI
APRESENTAÇÃO A MÉDICA FALE CONOSCO ACESSO
Artigos

Shake Baby Syndrome ou Síndrome do Bebê Sacudido Parte I

18/03/2010 - Este termo foi utilizado pela primeira vez em 1970, nos EUA, para descrever ocorrências de traumas no corpo e na cabeça em crianças que foram sacudidas violentamente. Normalmente nestes casos, não há vestígios externos facilmente identificáveis e as consequências vão desde o déficit de aprendizado, paralisia, cegueira até o óbito da criança.

Estudos desenvolvidos na Austrália e confirmados pelos Estados Unidos e Canadá (países que mais pesquisam este tema) apontam os pais como causadores em 45% dos casos*. O pico destas agressões é justamente no período em que a criança chora mais, da 4ª à 8ª semana de vida, principalmente na época das cólicas.

Notando isto, os pesquisadores desenvolveram programas de esclarecimento para pais e cuidadores, mostrando os danos que estas sacudidas violentas podem ocasionar na criança e ensinando formas mais positivas de contornar a crise de choro.

Este trabalho vem obtendo sucesso. Nos Estados Unidos, onde foi realizado um programa preventivo, as ocorrências da SBS diminuíram substancialmente.

*Studies in Australia, Canada and the USA have found that biological fathers were responsible for abusive head injuries in around 45% of cases, while 25% were caused by the mother’s boyfriend, 15% by mothers and 15% by child-minders.


Por que as sacudidas por repreensão ou mesmo por brincadeira podem ser tão graves?


Batidas na cabeça ocasionadas porque a criança caiu de sua própria altura não são tão perigosas como as sacudidas violentas que o cérebro recebe quando a criança é sacudida com força (força da raiva) ou mesmo sacudida por brincadeiras (jogando-a de um lado para o outro ou para cima). Este trauma é pior porque na criança de 0 a 3 anos o cérebro ainda está em formação.

O cérebro é macio como uma gelatina, os músculos que sustentam a cabeça ainda não estão bem desenvolvidos e não conseguem equilibrar–se na defesa. Consequentemente, a massa cefálica se choca contra a parede do crânio várias vezes, provocando trauma cefálico.

Com a frequência que isto ocorre ou com a força empregada, as sacudidas podem provocar déficit de aprendizado, falta de concentração, fraturas graves, cegueira ou levar a criança à morte* (que hoje figura entre as mais frequentes causas de óbitos nesta faixa etária).
*Studies since the late 1970s in the United States of America have shown that between 13% and 30% of babies diagnosed with abusive head trauma die as a result of their injuries.

Publicação: 05/03/10


Bibliografia consultada

Do educational materials change knowledge and behaviour about crying and shaken baby syndrome? A randomized controlled trial.
Barr RG; Barr M; Fujiwara T; Conway J; Catherine N; Brant R
CMAJ; 180(7): 727-33, 2009 Mar 31.

Fragile brain, handle with care.
Dart J; Cumberland S
Bull World Health Organ; 87(5): 331-2, 2009 May.
Artigo [ PMID: 19551247 ]

Preventing head trauma from abuse in infants.
Jenny C
CMAJ; 180(7): 703-4, 2009 Mar 31.
Artigo [ PMID: 19332746 ]

"Benign" shaken baby syndrome. Case report.
Martínez-Lage, J. F; Ros de San Pedro, J; Puche, A; Pérez-Espejo, M. A
Neurocirugia (Astur); 17(4): 348-350, abr. 2006. ilus.
Artigo [IBECS ID: ibc-52164 ]

The sound of chains: a tragedy.
Spike J
J Clin Ethics; 16(3): 212-7, 2005.
Artigo [ PMID: 16302545 ]


When should ethics consultants risk giving their personal views?
Howe EG
J Clin Ethics; 16(3): 183-92, 2005.
Artigo [ PMID: 16302540 ]

Síndrome do Bebê Sacudido.
Lesões cerebrais resultantes de agitações vigorosas de um lactente ou criança jovem atingindo tórax, ombros ou extremidades, causando aceleração rotacional craniana extrema. É caracterizada por hemorragias intracranianas e intra-oculares sem trauma externo evidente. Casos críticos podem resultar em morte.
Terminologia [DeCS - Descritores em Ciências da Saúde ID: 037284 ]

Ocular pathology in shaken baby syndrome and other forms of infantile non-accidental head injury.
Matschke J; Puschel K; Glatzel M
Int J Legal Med; 123(3): 189-97, 2009 May.
Artigo [ PMID: 18936952 ]


360 degree giant retinal tear as a result of presumed non-accidental injury.
Lash SC; Williams CP; Luff AJ; Hodgkins PR
Br J Ophthalmol; 88(1): 155, 2004 Jan.
Artigo [ PMID: 14693797 ]


A finite element infant eye model to investigate retinal forces in shaken baby syndrome.
Hans SA; Bawab SY; Woodhouse ML
Graefes Arch Clin Exp Ophthalmol; 247(4): 561-71, 2009 Apr.
Artigo [ PMID: 19052768 ]

Unilateral retinal hemorrhages in shaken baby syndrome.
Arlotti SA; Forbes BJ; Dias MS; Bonsall DJ
J AAPOS; 11(2): 175-8, 2007 Apr.

Vitrectomy for dense vitreous hemorrhage in infancy.
Simon J; Sood S; Yoon MK; Kaw P; Zobal-Ratner J; Archer S; Gardiner JA; Hutchinson A; Marcotty A; Noel LP; Olsen TW; Tawansy K; Wallace D
J Pediatr Ophthalmol Strabismus; 42(1): 18-22, 2005 Jan-Feb.

Ophthalmology of shaken baby syndrome.
Levin AV
Neurosurg Clin N Am; 13(2): 201-11, vi, 2002 Apr.
Artigo [ PMID: 12391704 ]

Update on shaken baby syndrome: ophthalmology.
Mungan NK
Curr Opin Ophthalmol; 18(5): 392-7, 2007 Sep.
Artigo [ PMID: 17700232 ]

Update from the ophthalmology child abuse working party: Royal College ophthalmologists.
Adams G; Ainsworth J; Butler L; Bonshek R; Clarke M; Doran R; Dutton G; Green M; Hodgkinson P; Leitch J; Lloyd C; Luthert P; Parsons A; Punt J; Taylor D; Tehrani N; Willshaw H+ Child Abuse Working Party
Eye (Lond); 18(8): 795-8, 2004 Aug.

Shaken baby syndrome. Ocular and computed tomographic findings.
Spaide RF
J Clin Neuroophthalmol; 7(2): 108-11, 1987 Jun.

Shaken baby syndrome diagnosed by magnetic resonance imaging.
Levin AV; Magnusson MR; Rafto SE; Zimmerman RA
Pediatr Emerg Care; 5(3): 181-6, 1989 Sep.



Imprimir  










18/03/2010 - Shake Baby Syndrome ou Síndrome do Bebê Sacudido Parte I












O conteúdo deste site tem fins informativos e não pretende
substituir a consulta ou tratamento oftalmológico
Política Copyright Sitemap Sintonia Comunicação