Aumentar Tamanho do Texto Tamanho do Texto Selecionado
HOME
Clique em um dos links abaixo
DESENVOLVIMENTO DA VISÃO
CONJUNTIVITES
ALERGIAS
TOXOPLASMOSE
RETINOBLASTOMA
DOENÇAS INFECCIOSAS
AMBLIOPIA
CATARATA CONGÊNITA
GLAUCOMA CONGÊNITO
VISÃO SUBNORMAL
MÁ-FORMAÇÕES
LACRIMEJAMENTO
Clique em um dos links abaixo
PRINCIPAIS PROBLEMAS
RETINOPATIA DA PREMATURIDADE
EXAMES OCULARES
CIRURGIAS OCULARES
NOTÍCIAS
ARTIGOS - VOCÊ ESTÁ AQUI
APRESENTAÇÃO A MÉDICA FALE CONOSCO ACESSO
Artigos

É possível prevenir a ambliopia?

12/11/2008 - A prevenção da ambliopia foi o tema abordado por mim em palestra ministrada no Congresso de Prevenção de Cegueira e Reabilitação Visual, realizado em setembro. O tema leva a uma reflexão a respeito de ações possíveis na oftalmologia pediátrica.

Desde o início da minha carreira como oftalmopediatra, observo mudanças de opinião a respeito, por exemplo, da melhor idade para o primeiro exame oftalmológico. No início dos anos 90, defendia-se que o primeiro exame deveria ser feito quando a criança tivesse entre um e dois anos de idade. Atualmente, com o teste do reflexo vermelho, crianças com menos de um mês de vida são encaminhadas ao consultório.

Assim, os problemas visuais são detectados bem precocemente. O oftalmologista observa todo o crescimento e desenvolvimento visual da criança prescrevendo os erros de refração (grau) na época de seu surgimento. Com esse procedimento, a ambliopia, em alguns casos, nem tem tempo de se instalar.

Em casos de catarata congênita e glaucoma congênito, e em outros como ptose, o oftalmologista corrige as aberrações refracionais e inicia o tratamento com tampão e EV (estimulação visual) minimizando a ambliopia e a baixa visão.

O controle dos prematuros com screening previne as ambliopias que ocorrem por erro de refração ou estrabismo. Campanhas organizadas pelo CBO e realizadas pelo Hospital de Olhos SAG, tais como Veja Bem Brasil e Olho no Olho,entre outras, alertam a sociedade para o cuidado necessário com a visão da criança. Treinamentos dos professores de escolas básicas e creches também contribuem para minimizar e prevenir a ambliopia. Além disso, cada vez mais a população tem acesso às informações pela internet, o que muitas vezes alerta os pais sobre os possíveis problemas visuais de seus filhos, de forma que possam procurar mais cedo por ajuda profissional.

Na palestra sobre a prevenção da ambliopia, abordei ainda como é nosso procedimento no Hospital de Olhos SAG, onde prescrevemos a correção óptica e uso de óculos por 30 dias. E somente após esse período entramos com o tampão caso a visão (apenas com uso do óculos) não tenha melhorado totalmente. Nos pacientes com menos de sete anos de idade, acompanhados entre agosto de 2007 a agosto de 2008, observamos que 12% melhoraram a visão para 20/20 apenas com o uso dos óculos. O Doutor Wallace (comentando resultados do Pediatric Eye Disease Investigative Group – PEDIG) refere 27% de melhora com este mesmo procedimento em recente publicação da literatura internacional (Ophthalmology Times, janeiro/fevereiro, 2008 – vol 12 no 1). Em nossos serviços, porém, computamos apenas os pacientes que tiveram 100% de melhora (20/20 em ambos os olhos). Isso deve explicar a diferença entre os resultados encontrados por nossa equipe e do PEDIG referido pelo Dr. Wallace, que estuda o comportamento da ambliopia nos Estados Unidos.

Tanto no Brasil quanto em países como os Estados Unidos, o tampão ainda é a melhor opção para tratar a ambliopia.

Autor: Dra. Lígia Beatriz Bonotto - Oftalmopediatra


Imprimir  

















12/11/2008 - É possível prevenir a ambliopia?





O conteúdo deste site tem fins informativos e não pretende
substituir a consulta ou tratamento oftalmológico
Política Copyright Sitemap Sintonia Comunicação